Escolha uma Página

Vender online: tudo que você precisa saber

20 jan, 2020Estratégias, Guia

Vender online: tudo que você precisa saber

20 jan, 2020 | Estratégias, Guia

De acordo com uma pesquisa recente, as vendas no varejo dos sites de comércio eletrônico totalizaram US$ 2.012.096 milhões em 2019. Quando você considera que a receita deve apresentar uma taxa de crescimento anual (CAGR 2019-2023) de 8%, resultando em um volume de mercado de US$ 2.734.414 milhões em 2023, você percebe que não há melhor momento para vender produtos online. 

A concorrência online fica mais difícil a cada dia. E por esse motivo muitos gestores acabam não investindo em lojas virtuais. Apesar da forte concorrência, ainda há espaço para criar sua própria loja virtual. A estratégia é descobrir o que vender online. 

39,6% de todas as vendas no varejo em sites de comércio eletrônico são feitas via celulares e até 2021, espera-se chegar a 53,9% das vendas online. 

Há um grande potencial de vendas online através de celulares. Você só precisa estar preparado, com um site otimizado para celular que permita o pagamento móvel, mesmo que isso signifique usar serviços de terceiros. 

Neste guia, você aprenderá tudo o que precisa saber para vender produtos online com sucesso. Nada importa mais do que os produtos que você escolhe vender. 

O nome da sua empresa, os temas que você usa ao criar sua loja e outros elementos, como as opções de remessa que você oferece, podem ter um impacto. Mas eles não o afetam tanto como a escolha dos produtos que sua empresa vai vender. 

Abordaremos tudo, desde o que vender até como vender. 

Abordaremos a criação de sua loja online, quais são as melhores opções de comércio eletrônico hospedado, outras soluções de comércio eletrônico, marketing digital e inventário e outras coisas importantes que você precisa saber para começar a vender produtos online com lucro, mesmo que você não tenha uma loja física. 

Encontre produtos para vender online 

Escolher o produto certo para vender online não pode ser comparado a aprender engenharia aeroespacial ou ao que chamamos de ciência de foguetes. No entanto, essa tarefa exige muita dedicação. 

Você quer um “produto quente” que será vendido online tão rapidamente quanto os vídeos virais do YouTube? Então, escolha o produto certo para vender online. 

Este guia apresentará as técnicas que vão ajudá-lo a escolher seu primeiro produto e começar a vendê-lo online.  

O que vender online? 

Primeiramente. há vários produtos que você pode vender online. E se você não reservar um tempo para pesquisar opções com antecedência, você terá dificuldade para criar sua loja virtual. 

Você pode vender mercadorias ou coisas que todos precisam ou você pode vender produtos de nicho – aqueles que possuem um público específico.

Sua marca pode vender uma combinação dos dois se você se planejar e comercializar corretamente. Se você está vendendo apenas mercadorias como aquelas que podem ser encontradas nos principais mercados, será difícil superar a concorrência, principalmente em função de preços, pois os gigantes podem comprar itens em grande quantidade e vender muito mais em conta do que você. 

Criar produtos exclusivos pode ser difícil, mas isso não significa que você não possa encontrar os produtos de outras pessoas para vender. 

Que tipo de produtos são ideias para começar a vender online? 

Procure ou crie produtos que resolvam problemas. Não precisa ser um produto totalmente novo, mas pode ser uma melhoria de um outro produto existente. Por outro lado, lance produtos online apenas se tiver certeza de que eles permitirão que as pessoas se interessam em comprar. 

Procure produtos com potencial de marca. Isso significa que você se concentrará na criação de uma marca pela qual as pessoas se lembrem e se apaixonem.  Significa dedicar tempo para realmente conhecer seu público-alvo. As personas dos compradores permitem que você crie uma imagem de quem é seu comprador ideal, para que você saiba como estruturar tudo para eles. 

Conheça as tendências mais cedo e lance sua loja antes da moda. Essa pode ser uma das estratégias de vendas online mais eficazes.  

O tempo é importante. Se você chegar cedo, pode não decolar imediatamente. Mas, se você já é conhecido e vende produtos online que acabam se tornando uma tendência, você acaba saindo muito à frente de seus concorrentes. 

Você pode vender seus produtos de forma física ou digital através de sua própria loja virtual. É muito fácil criar uma loja online, já que hoje existem serviços hospedados para lidar com coisas como certificado SSL, processamento de cartão de crédito, conformidade com PCI e carrinho de compras. 

Você também pode escolher entre vários gateways de pagamento. Muitos deles também fornecem ferramentas de negócios, ferramentas de SEO para ajudar sua loja de comércio eletrônico a aparecer mais nos motores de busca e tudo o que você precisa para fazer com que o design de seu site pareça profissional. 

Cada serviço hospedado também oferece um blog de comércio eletrônico com informações para ajudar os empresários a vender online com sucesso. Você encontrará histórias de sucesso e outros recursos para ajudar a expandir seus negócios. 

Venda de produtos online 

O número de usuários da Internet atingiu 4,1 bilhões em julho de 2018. Espera-se que mais da metade (52,1%) deles faça compras online em 2021. 

Você consegue imaginar isso? Em apenas alguns anos, um em cada dois usuários, pressionando o botão liga / desliga em seus computadores, encomendará algo online. Isso significa que a criação de um site de comércio eletrônico para vender produtos online é um ótimo negócio. 

Como vender um produto online? 

Vender um produto significa que você dedicou um tempo para fazer pesquisas de mercado. Se você não sabe para quem está vendendo, não importa realmente o que está vendendo. 

Quando você souber para quem está vendendo e o que está vendendo, precisará descobrir as plataformas de comércio eletrônico nas quais deseja vender. Você pode começar a vender on-line em seu próprio site de comércio eletrônico ou usar outros marketplaces on-line como Amazon ou eBay. 

A venda bem-sucedida de produtos on-line significa que você se concentra em encontrar produtos para atender um mercado-alvo. Isso significa pesquisar seu comprador ideal e elaborar tudo sobre sua estratégia sobre quem eles são. Isso significa criar uma estratégia que o ajudará a alcançar clientes potenciais, mas mantendo as coisas flexíveis o suficiente para fazer as alterações necessárias. 

Venda de produtos online com a Amazon 

Vender na Amazon é uma ótima maneira de começar. Por quê? Porque a Amazon é a loja on-line mais popular nos Estados Unidos, com lucro líquido de US$ 2,8 bilhões, no terceiro trimestre de 2018. Assim, você pode confiar na popularidade da Amazon para ajudar as pessoas a encontrar sua loja de comércio eletrônico. 

Então, por onde você deve começar? Primeiramente, escolha um produto que você venderá on-line com a Amazon. Só para se ter uma ideia, lá você pode vender praticamente qualquer coisa (de uma capa de telefone a um forno holandês!), exceto certos itens restritos. 

Depois de saber o que venderá na loja, você escolherá um plano. Você pode pagar US$ 39,99 / mês para vender um número ilimitado de produtos on-line ou pagar US$ 0,99 por cada item vendido.

Se você está apenas começando, pode ser uma boa ideia usar o plano individual, pois isso significa que você só paga taxas de transação quando efetua uma venda. Caso contrário, você estará pagando uma taxa fixa, independentemente do que vender. Se você não espera vender 40 itens, então estará gastando dinheiro. 

Como vender na Amazon? 

Seus produtos precisam ter GTINs, EANs ou UPCs para serem comercializados na Amazon, dependendo do país em que vive. Essa é uma exigência para vender produtos online. 

Depois disso, use as técnicas de SEO da Amazon para melhorar a visibilidade do seu produto. É um mecanismo de pesquisa como o Google ou Bing, que o ajudará a direcionar o tráfego para seus produtos. Depois de listados, as pessoas poderão comprá-los. Mas, se eles não conseguirem encontrá-los com a pesquisa da Amazon, você terá zero de vendas on-line. 

Outra maneira eficaz de levar seu público-alvo a comprar seus itens é usar o Amazon Ads. Essa é uma maneira totalmente legal de direcionar mais tráfego para suas listagens. 

Claro, existem mais alguns truques para vender melhor seus produtos on-line na Amazon. Por exemplo, VPC Powered Coupons (VPCs). Embora essa seja uma ferramenta de marketing paga, ela pode desencadear suas vendas, especialmente se você estiver competindo em um nicho difícil. 

Venda online com o eBay

O eBay diz que os compradores estão realizando mais de 250 milhões de buscas todos os dias. São 3.000 pesquisas por segundo!

Seus compradores também estão lá. Eles só precisam de ajuda para encontrar você. E se você acha que só alcançará compradores em seu país, está errado. O eBay também diz que aproximadamente 20% das vendas são transfronteiriças, então as pessoas estão comprando globalmente o que querem e precisam. 

Apenas para garantir que você a conheça, a eBay é uma plataforma de leilão para compra e venda de produtos on-line. É isso que a difere da Amazon. Os varejistas adoram leilões por preços dinâmicos, permitindo que eles vendam seus produtos e serviços on-line por um preço mais alto. As estatísticas mostram que cerca de 50% dos leilões do eBay resultam em preços de venda mais altos do que o preço “compre agora”. 

Obviamente, você precisará fazer um investimento na eBay para anunciar no mercado e vender seus produtos on-line. Qual é o preço? Na verdade, existem quatro taxas – taxas de inserção para listar seu produto, taxas de valor final, taxas avançadas de atualização de listagem e taxas de serviços suplementares. 

Como vender no eBay 

No entanto, se você ainda não tem certeza do que pode vender no eBay, basta verificar a lista dos itens mais vendidos no eBay. 

Vender no eBay é simples. Tire algumas fotos dos seus produtos, liste-os usando o formato de venda on-line que você achar melhor. Em seguida, direcione o tráfego para sua listagem. Quando o item for vendido, envie-o ou entregue-o por email. Você pode obter descontos de remessa para pedidos de produtos físicos e imprimir etiquetas no eBay. Então, seja pago. 

Uma observação rápida sobre as fotos do seu produto: elas precisam ser boas. Como as pessoas não conseguem tocar ou sentir seus produtos on-line como na loja física, suas imagens precisam ser atraentes. Você não precisa contratar um fotógrafo profissional se estiver com um orçamento limitado. Mas você precisa fazer mais esforço do que tirar uma foto rápida com seu smartphone. 

Invista em algumas luzes de estúdio e em um fundo branco. A iluminação cria ou quebra suas fotos. Cuidado com sombras e labaredas. Isso mantém suas fotos limpas. Tire fotos de vários ângulos para fornecer o máximo de visualização possível. Se possível, tire algumas fotos do estilo de vida, colocando o produto nas mãos de quem o usa. Se houver detalhes exclusivos, tire fotos de todos os ângulos e crie uma apresentação de slides rotativa em 3D para seus clientes. 

Ao listar seu item, você precisará descrever o que está vendendo. Use palavras-chave sempre que possível para ajudar a aumentar a visibilidade nas pesquisas. Você pode escolher entre um formato de listagem de leilão e um formato de compra agora. 

Em seguida, escolha suas opções de envio e você estará pronto para listar. O eBay possui ferramentas que ajudam a calcular postagem, adicionar informações de rastreamento e criar e pagar por seus rótulos. Isso torna ainda mais fácil administrar sua loja do eBay. 

Venda online no Pinterest

Um relatório da KPCB mostra que o Pinterest é a plataforma de mídia social preferida dos compradores nos EUA, com 55% dos usuários recorrendo a ela para encontrar ou comprar produtos. Para o Facebook e Instagram? São apenas 12%. 

As pessoas já estão lá procurando seus produtos e serviços. Portanto, verifique se você está lá. 

Para começar a vender on-line com o Pinterest, você precisa saber como essa plataforma de mídia social funciona – qual é a idade, sexo, local e renda do público-alvo do Pinterest; quanto dinheiro eles estão prontos para gastar; em quais produtos eles estão interessados, o nome dele. 

Alguns anos atrás, por exemplo, o Pinterest era bom apenas para um grupo restrito de designers, buscando inspiração. Hoje, é uma vasta comunidade adequada a todos os tipos de interesses, incluindo receitas, livros, esboços e muito mais. É por isso que escolher um produto para vender no Pinterest não é mais um problema. 

As estatísticas mostram que arte e joias são os produtos mais populares que você pode vender on-line com o Pinterest.   

Como vender no Pinterest? 

A venda no Pinterest é um pouco diferente, pois você precisará de uma conta comercial com seguidores para anunciar seus produtos. Mas, mesmo que você ainda não tenha uma grande base de seguidores, use os Pins promovidos para anunciar seus produtos. Dessa forma, você tem a chance de conseguir que alguém siga seus conselhos e compre seus produtos. 

Você criará sua conta comercial. Em seguida, preencha-o com quadros e conteúdo. Encontre pessoas para seguir. Incentive seus fãs a segui-lo no Pinterest, compartilhando as informações da sua conta nas mídias sociais e no site de comércio eletrônico. Adicione um botão Pin it às suas fotos no seu site de comércio eletrônico. 

Quando você possui um PIN para seus produtos, segue uma série de etapas para ativar os pinos compráveis. Então, sempre que você criar um PIN que aponte para um URL da página de detalhes do produto, ele será ativado automaticamente como “comprável”. 

É uma boa ideia criar vários pinos para o mesmo produto, para que você possa mostrá-lo de diferentes ângulos ou alterar a descrição. Quando um alfinete é “comprável”, ele adiciona um botão de compra para que os usuários possam comprar seus produtos on-line sem sair do Pinterest. 

Como vender online com o Facebook

Os usuários de celular gastam mais de 50 minutos por dia nas plataformas do Facebook. Os dados do Facebook mostram que 30% dos compradores de varejo dos EUA descobriram um novo produto no Facebook e 20% deles disseram que o Facebook os levou a comprar um novo produto ou serviço online. 

Em 2018, o Facebook registrou mais conversões para dispositivos móveis do que conversões para computadores durante toda a temporada de festas. Tudo começou com a Black Friday, com as transações móveis crescendo 55% ano após ano. No final da temporada, os dispositivos móveis representavam 51% do total de transações on-line, um aumento de mais de 10% em relação a 2015. 

Isso significa que agora é provavelmente o melhor momento para começar a vender on-line com o Facebook. 

Este tutorial para iniciantes mostrará os prós e contras das venda on-line com o Facebook, para você tomar a decisão certa. 

Como vender no Facebook? 

Quando se trata de vender online no Facebook, você tem algumas opções: 

  • Você pode integrar sua loja online de outra plataforma de comércio eletrônico à sua página do Facebook. 
  • Pode usar os anúncios do Facebook para direcionar o tráfego para sua loja hospedada em outro lugar. 
  • Você pode postar links de produtos em sua linha do tempo e muito mais. 
  • Você também pode usar o Facebook marketplace – uma guia de compra e venda somente para celular para listar seus produtos à venda. 
  • Pode se conectar aos seus compradores via Messenger, que também suporta pagamentos. Embora seja voltado principalmente para transações de pessoa para pessoa, como as que você vê no eBay, também pode funcionar para os seus negócios. 

Se você decidir usar o Facebook para o seu negócio de comércio eletrônico, precisará de um empurrãozinho para que suas vendas comecem. 

Existem algumas opções: você pode tentar gerar conteúdo interessante ou persuadir seus clientes fiéis a criar um UGC favorável sobre o seu site de comércio eletrônico.  

Você também pode lançar uma oferta do Facebook na página de seus fãs, ou ainda atrair clientes através do Face ad. 

Embora o Facebook seja a maior rede de mídia social com mais de um bilhão de usuários em todo o mundo, também é uma das redes mais competitivas para vender produtos. 

Venda online com o Instagram

O Instagram cresceu 357% entre 2014 e 2018, atingindo 1 bilhão de usuários ativos mensais, em comparação com 57% no Facebook e 50% no YouTube no mesmo período. Não vender no Instagram é perder clientes. 

Mas lembre-se de que você precisará seguir as regras da comunidade para vender com sucesso no Instagram. 

Em primeiro lugar, você deve ter seguidores reais, atraídos organicamente, não ‘fantasmas’ do Instagram – contas de spam geralmente criadas por bots. 

Para criar uma primeira impressão mais forte, a seção “Biografia” do seu perfil do Instagram deve ser cuidadosamente preenchida. Está no coração do seu perfil do Instagram e vale a pena prestar atenção. E, com certeza, o link para sua loja de comércio eletrônico também deve estar lá. 

Não se esqueça de adicionar hashtags e frases de ação a cada publicação publicada no Instagram. É assim que seus clientes em potencial poderão descobrir seus serviços ou produtos online. 

O Instagram é o local onde as imagens são a alma do negócio. Mostre sua personalidade, comunique-se ativamente com os seguidores e retribua àqueles que postarem conteúdo. 

Como vender no Instagram?

Existem várias maneiras de vender no Instagram:  

Você pode criar uma loja do Instagram com um aplicativo de terceiros como o Shopseen. Isso transforma suas contas em uma loja digital. Ele sincroniza seu inventário diretamente. Em seguida, faça o upload de suas imagens para o Instagram e comece a vender online. 

Como alternativa, você pode fazer compras no Instagram com tags de produtos. Isso permite que você trate seu Instagram como um lookbook e não como uma loja. 

Você pode ter apenas um link no Instagram, em sua biografia. Você pode alterar esse link com base nas campanhas em execução. É uma boa ideia garantir que ela aponte para sua loja. 

Usando o WhatsApp para fins comerciais

Hoje é quase impossível imaginar sua vida sem o WhatsApp. É uma das maneiras mais rápidas de alcançar seus amigos e familiares. E é uma ferramenta perfeita para empresas, pois permite que os comerciantes forneçam suporte proativo ao cliente. 

Segundo a 99firms, este aplicativo incrível tem 1,5 bilhão de usuários ativos em 180 países em todo o mundo. 

Tendo em conta que este aplicativo é verificado em média 23 vezes por dia, seu tráfego diário equivale a 34,5 bilhões de aberturas. E isso é muito. 

Como vender no WhatsApp?

O uso do WhatsApp continua a crescer com mais e mais empresas, offline e online, integrando essa ferramenta à sua estratégia de marketing e comunicação diária com os clientes.

Não é à toa que o WhatApp é uma ferramenta de marketing robusta que fornece acesso a novas formas de interação com seus compradores, como enviar notificações oportunas sobre pedidos, tirar fotos de seus produtos, gravar arquivos de áudio ou gravar clipes de vídeo curtos.

O WhatsApp for Business também possui notificações automatizadas, como mensagens de saudação ou respostas pré-escritas rápidas que você pode usar para acelerar o fluxo de suporte. 

Uma interface de usuário confortável permite organizar todas as suas conversas e mensagens em grupos e usar marcadores com cores diferentes.

E, claro, você pode acessar algumas estatísticas básicas. Por exemplo, você pode acompanhar as mensagens enviadas, entregues, lidas e recebidas. 

Vender online através do Quora

Quora é uma das melhores maneiras de obter tráfego orgânico para o seu site de comércio eletrônico e aumentar o reconhecimento da marca – sem nenhum investimento. Você terá que gastar algum tempo, no entanto. Mas não muito. 

O que é o Quora e como você pode tirar o máximo proveito dele? A resposta é bastante simples. É um site de perguntas e respostas americano onde as pessoas fazem e respondem perguntas. Os usuários também podem dar um voto positivo e um voto negativo às respostas para dizer “obrigado” ou vice-versa, para mostrar seu desrespeito. 

Venda on-line em qualquer lugar que seus clientes comprem. Todo mundo quer ter sucesso nos negócios, mas poucos empresários reconhecem que já é 2020 e sua estratégia de marketing também deve ser de vanguarda. Caso contrário, você nunca terá sucesso online. 

Considerando que a população mundial atingiu 7,7 bilhões de pessoas em 2019, o número total de usuários que fazem compras on-line é equivalente a 27,7% de todas as pessoas que vivem na Terra. E quanto mais as pessoas encomendam coisas on-line, mais dura é a competição… e, infelizmente, menos você pode ter certeza de que ganha. 

No entanto, existe uma solução – varejo omnichannel. Você precisa se tornar um herói omni-channel para ter a chance de vencer seus concorrentes de varejo. Vamos simplificar. Se eles o chamam de ‘herói omni-channel’, significa que seus clientes terão uma experiência de compra ininterrupta, quer estejam comprando com você em seu próprio site de comércio eletrônico, Pinterest, Facebook, Instagram, Amazon ou qualquer outra plataforma. 

Este guia mostrará os quatro maiores desafios da venda omnichannel, os primeiros passos essenciais que você precisa dar para se tornar um super-herói “omnichannel” e exemplos de atendimento ao cliente omnichannel que são ótimos. 

Marketing Omni Channel 

Muitos varejistas on-line usam marketing omnichannel, especialmente aqueles no nível de comércio eletrônico corporativo. Você não precisa ter um grande negócio on-line para se beneficiar dessa abordagem. O omnichannerl permite comercializar produtos para clientes em diversos canais, oferecendo uma excelente experiência de compra. Você pode começar a vender produtos on-line através de email marketing, usar anúncios impressos ou enviar sua mensagem por qualquer outro canal de marketing. 

Antes de começar a implementar técnicas omni-channel, é melhor entender claramente que tipo de opções de SaaS de comércio eletrônico estão disponíveis no mercado, que tipo de hospedagem da web você precisa para gerenciar sua própria loja de comércio eletrônico, seja para usar um construtor de sites ou contratar um web designer e como você gerenciará seu inventário e preços em todas as suas lojas a partir de um local central. 

Vender on-line não fará de você um milionário da noite para o dia. Mas, com um esforço consistente, você pode se tornar um proprietário de um empresa online bem-sucedida. 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest